Processamento Auditivo Central – PAC

A capacidade que o sistema nervoso tem para traduzir as informações enviadas pela audição é chamada de processamento auditivo central. Essa habilidade está diretamente relacionada com a localização dos sons, a possibilidade de prestar atenção em um som e ignorar outros e com a capacidade memorizar sons. O PAC é o exame que permite a avaliação de todo o processo pelo qual a informação ouvida é analisada pelo cérebro.

Como funciona?

A testagem é realizada em cabine acústica, onde o indivíduo é colocado com fones auriculares através dos quais são aplicados testes gravados em CD e padronizados por faixa etária. As diferentes etapas do exame permitem o diagnóstico do transtorno do processamento auditivo central (TPAC) e fornecem informações importantes que guiam o tratamento desta condição.

Os principais sinais de pacientes com transtorno do processamento auditivo central – TPAC – são: dificuldade de aprendizagem, dificuldade de memorização e desatenção, dificuldade para ouvir e prestar atenção em lugares barulhentos, necessidade constante de pedir para repetir, o paciente parece não ouvir/entender bem, demora para compreender o que foi dito, dificuldade para localizar de onde o som está vindo, dificuldade em conversar com muitas pessoas ao mesmo tempo, dificuldade para realizar uma sequência de tarefas que foi solicitada.

Após percebidos os sinais do TPAC, é fundamental procurar uma avaliação multidisciplinar que envolva o otorrinolaringologista, o neurologista e o fonoaudiólogo para descartar problemas semelhantes, fornecer o correto diagnóstico e propiciar o melhor planejamento terapêutico.