Otorrinopediatria

Os bebês e as crianças têm necessidades particulares e por isso exigem muita atenção e cuidados específicos, principalmente no que se refere à saúde.

Quando os pequenos ficam doentes são fonte de preocupação e dúvidas para os pais. Nem sempre é possível identificar os problemas de saúde que eles apresentam, seja pela dificuldade de interpretar os sintomas, seja porque não conseguem expressar ao certo o que está lhes incomodando.

Doenças como as infecções nas orelhas, nariz e garganta se manifestam com frequência nas crianças e podem ser evitadas a partir de ações de prevenção.

A otorrinopediatria avalia e trata as doenças e problemas de saúde de nariz, orelha e garganta em bebês, crianças e adolescentes até 14 anos.

Audição na Criança

É possível exercitar a audição nos bebês e crianças, o que favorecerá o desenvolvimento da linguagem. Caso a criança não reaja, nem se assuste ou chore com sons altos e inesperados, talvez ela tenha algum grau de perda auditiva. Leve-a ao otorrinopediatra para obter o diagnóstico correto.

Roncos

– O ronco é sinal de que o ar está passando com dificuldade pelo nariz e pela garganta. Se este processo persistir por meses, a criança passará respira pela boca, ressecando os lábios e causando doenças bucais. A garganta pode ficar irritada e doer.

– Crianças que respiram pela boca, pressionam a língua entre os dentes da frente, danificando a arcada dentária.

– O tratamento adequado deve ser feito por um especialista em otorrinolaringologia, pediatria, odontologia, fonoaudiologia. Portanto, deve-se ficar atento à frequência e à intensidade dos roncos das crianças durante o sono.

– Crianças que não respiram bem pelo nariz, tem sono agitado dificultando a restauração da energia mental e psicológica, causando prejuízo em todas as atividades no dia seguinte. Portanto, se as noites de sono de seu filho forem muito agitadas, procure logo um médico.

Gripes, Viroses e Resfriados

– Os resfriados e as gripes são as viroses mais comuns que atacam as vias aéreas. A vacina da gripe combate o vírus influenza(causador da doença). A vacinação deve ser repetida anualmente.

– A gripe é mais forte que o resfriado, pois causa febre mais alta, assim como dores no corpo , podendo evoluir para pneumonia , otites e sinusites se não atentidas a tempo.

-Crianças pequenas que frequentam a escola têm maiores chances de contrair o vírus da gripe.

– O tratamento para essas viroses geralmente é feito com uso de medicamentos, hidratação e muito repouso. Não medique a criança por conta própria e siga as orientações do médico.

-A vaporização é uma aliada e uma grande facilitadora na hidratação de nariz e laringe, aliviando a inflamação.

Corpo Estranho

As crianças são as mais susceptíveis, por serem naturalmente curiosas elas frequentemente levam objetos à boca, principalmente na fase de nascimento dos dentes , ou introduzem no nariz e nas orelhas. Por isso é preciso ter bastante cuidado com os objetos pequenos deixados próximos a elas, moedinhas, grãos, entre outros.

Também é preciso ter atenção na compra de brinquedos , dar preferência àqueles cujas indicações de idade estejam marcadas na embalagem e sempre compra-las de acordo coma idade da criança. Pois brinquedos não apropriados podem soltar peças que ao serem levadas à boca pela criança, podem ser engolidos e ficar parados na garganta, prejudicando inclusive a respiração.

Pessoas despreparadas não devem forçar a retirada do objeto, nem dar algo de beber ou comer para a criança, pois isso pode piorar a situação. Procure um médico imediatamente.

Cirurgias

– Cirurgia de Adenóide

É indicada para crianças que possuem sérios problemas respiratórios, com infecções frequentes nas orelhas e nariz. A recuperação é rápida ,devem-se evitar exercícios físicos durante uma semana.

– Cirurgia de Amígdala

É indicada para os problemas respiratórios e problemas infecciosos. As crianças com as amigdalas grandes têm problemas para respirar, roncam à noite e às vezes criam hábito de ficar com os lábios entre abertos, prejudicando a arcada dentária.

A recuperação da criança é muito rápida, sendo um pouco mais dolorosa que a cirurgia de adenóide. Os exercícios físicos também devem ser evitados até liberação médica.

-Cirurgia das Orelhas Abano ou da Orelha Malformada

Em casos de malformação, podem ser necessárias várias cirurgias para sua correção.

A retirada dos pontos no pós-operatório deve ser agendada de acordo com orientação médica.

A higiene e o uso adequado de antibióticos são importantes nos cuidados pós-cirurgicos, siga as orientações do médico.

Durante o sono, por algumas semanas, é necessário o uso de uma faixa, para proteger as relhas.

Os esportes devem ser evitados por um determinado período, que será informado pelo médico.

Exames e Tratamentos

Orelha

– Audiometria Infantil

Exame que verifica o quanto a criança escuta. Nas crianças podem ser realizados desde os 3 anos., desde que elas colaborem na realização do exame.

– Emissão Otoacústica ou Teste da Orelhinha

É o exame indicado para diagnóstico precoce da perda auditiva em crianças.

– Potencial Auditivo de Tronco Cerebral (Bera)

Mede o limiar auditivo em pessoas que não colaboram na audiometria convencional(crianças de baixa idade, idosos, deficientes físicos ou mentais) e estuda as vias auditivas.

– Processamento Auditivo Central (P.A.C)

Tem a função de detectar disfunções no processamento auditivo, ou seja, quando a pessoa tem dificuldade em compreender o que está ouvindo. Por exemplo, as crianças hiperativas, que mesmo sem problemas para ouvir não conseguem compreender as informações que chegam através da audição.

Nariz

-Nasofibroscopia

É um exame realizado através de uma fibra óptica flexível ou rígida, tem por objetivo auxiliar na avaliação da anatomia interna do nariz, descobrir ou confirmar doenças e problemas que acometem essa região, pois permite uma visualização completa das estruturas nasais.

Garganta

– Videolaringoscopia

É um exame realizado através de uma fibra óptica flexível ou rígida, tem por objetivo auxiliar na avaliação da anatomia interna da faringe, laringe e traquéia.