Cirurgia do Septo

Septo é uma parede que divide duas cavidades. O septo nasal divide o nariz em duas fossas nasais (direita e esquerda). Chamamos de septo desviado aquele que tem um formato anormal podendo causar problemas na respiração.

Quais são as causas mais comuns de desvio de septo nasal ?

  • Congênitos (presentes ao nascimento ou com esta predisposição)
  • Adquiridos (em geral, após traumatismo nasal)
  • Septoplastia com Turbinoplastia

A correção dos desvios de septo nasal e a redução volumétrica das conchas nasais (cornetos) está indicada principalmente para o alívio da obstrução nasal, nos casos onde as alterações nessas estruturas são as principais responsáveis pelo sintoma

Orientações Pré-operatórias

Todas as medicações usadas rotineiramente devem ser informadas ao médico. Antiinflamatórios, aspirina e anti-coagulantes devem ser suspensos 7 a 10 dias antes da cirurgia.

Após realizados os exames e investigações pré-operatórias adequados para cada paciente, é agendada uma data para a cirurgia. Neste dia, o paciente comparecerá ao hospital cerca de uma hora e meia antes da hora marcada para cirurgia, em jejum, inclusive de água, desde a meia-noite do dia anterior.

Todos os exames relacionados à cirurgia devem ser levados ao hospital.

A cirurgia dura cerca de 2 horas em média, e habitualmente a realizamos com vídeo (cirurgia endoscópica). No período pós-operatório, o paciente dever fazer repouso relativo (sem esforço físico) e retornar à consulta conforme orientação. Normalmente não há dor. Atividades escolares e laborativas podem ser retomadas em alguns dias (dependendo de cada caso) e as atividades físicas após 3 ou 4 semanas, dependendo da cicatrização. Pacientes que têm doenças nasossinusais crônicas como rinite alérgica e sinusite crônica precisam manter acompanhamento regular.