Saiba mais sobre a amigdalite

A amigdalite basicamente ocorre quando há infecção das amígdalas (massas localizadas nas paredes laterais da garganta). As amígdalas e a adenóide são as primeiras linhas de defesa e imunidade do corpo. Agem para a proteção das vias aéreas inferiores e do trato gastrointestinal. Essa função se dá somente nos primeiros anos de vida e depois disso, essas estruturas perdem a capacidade de proteção.

Quando infeccionam o paciente queixa-se de dor de garganta, dificuldade de engolir, aumento dos linfonodos do pescoço, febre, inchaço, pus e vermelhidão nas amígdalas. Nem todos esses sinais e sintomas estão presentes na maioria dos casos.

O acompanhamento médico é necessário para que haja tratamento adequado como uso de antibióticos, analgésicos e anti-inflamatórios reduzindo assim a dor e o desconforto. Quando indicado o uso de antibióticos (oral ou injetável) o mesmo leva de 48 a 72 h para melhora dos sintomas.

É importante salientar que mesmo quando há melhora do quadro clínico (principais febre e dor) não se deve interromper o tratamento indicado pelo seu médico antes dos dias previstos. Evita-se assim a não cura da infecção e resistência dos germes causadores.

Embora raras, as complicações da amigdalite como abscesso periamigdaliano ,problemas renais e febre reumática podem causar morbidade significativa para o paciente.

O acompanhamento com médico especialista é essencial para avaliar as infecções agudas recorrentes (Seis episódios em um ano, cinco episódios em dois anos consecutivos ou de três episódios durante três anos consecutivos ) ou crônicas (halitose, secreção mal cheirosa mais conhecidos como caseum ). O otorrinolaringologista poderá indicar uma cirurgia para retirada dessas estruturas quando devidamente preenchidos os critérios para sua retirada.

O procedimento é realizado sob anestesia geral e dura aproximadamente uma hora. Na maioria dos casos o paciente poderá ter alta hospitalar após 12 h da cirurgia. O pós-operatório costuma evoluir sem intercorrências sendo a febre e dor local os principais desconfortos.

Informações mais específicas serão dadas pelo seu médico antes e após o ato cirúrgico.